BRASIL · Parcele suas compras em até 3 x sem juros com o Paypal, parcelas mínimas de R$ 50,00

Quando a moda é genial
80 obras-primas em detalhes

Um livro de Marnie Fogg

Disponível

Preço Normal: R$49,00

Special Price R$44,00

Oferta

Por que alguns modelos se sobressaem em meio a tantos outros? Por que algumas criações causam muito mais impacto do que outras? Quando a moda é genial apresenta uma seleção de oitenta extraordinárias criações de moda que contam do início do século XX até os dias de hoje. A especialista em moda Marnie Fogg nos revela as características de roupas consideradas icônicas e de influência: desde aquelas que incorporam outras culturas, tais como o exótico robe de style de Lanvin, até o uso de uma peça íntima como uma roupa casual, como exemplificado pelo vestido sutiã cônico de Jean Paul Gaultier; da silhueta transformante do New Look de Dior, até o suéter em renda de Rei Kawakubo para a Commes des Garçons.

Descrição técnica do livro:

17.7 x 12.7 cm
224 páginas
Português
ISBN/EAN: 9788565985277
Brochura
2013


Descrição
Descrição

Detalhes

Por que alguns modelos se sobressaem em meio a tantos outros? Por que algumas criações causam muito mais impacto do que outras? Quando a moda é genial apresenta uma seleção de oitenta extraordinárias criações de moda que contam do início do século XX até os dias de hoje. A especialista em moda Marnie Fogg nos revela as características de roupas consideradas icônicas e de influência: desde aquelas que incorporam outras culturas, tais como o exótico robe de style de Lanvin, até o uso de uma peça íntima como uma roupa casual, como exemplificado pelo vestido sutiã cônico de Jean Paul Gaultier; da silhueta transformante do New Look de Dior, até o suéter em renda de Rei Kawakubo para a Commes des Garçons.

Marnie Fogg é escritora e, anteriormente, palestrante sênior em moda e tecidos, com mestrado em teoria e prática de arte e design. Suas publicações anteriores exploram tópicos como os tecidos de moda, a moda vintage, ilustração e interiores. Seus títulos incluem Boutique: A 60’s Cultural Phenomenon (2003); Couture Interiors: Living with Fashion (2007); Print in Fashion (2006); Vintage Knitwear (2010); The Fashion Design Directory (2011); e Fashion: The Whole Story (2013).

Índice
Índice

Índice de conteúdos

Introdução
Os modelos
    Luxo
    Forma
    Exotismo
    Asceticismo
    Subversão
    Utilidade
    Erotismo
    Revivalismo
    Teatral
    Futurismo
Estilistas
Linha do tempo
Índice

Leia um trecho
Leia um trecho
Texto da introdução
 
            A moda, em sua forma mais incisiva, representa e influencia as atitudes de uma época, moldando gerações e provocando mudanças e divisões culturais. Como indústria, ela impulsiona e responde às inovações tecnológicas e também está sujeita às forças de uma economia global, em transformação. A moda luxuosa pede uma plateia apaixonada, quer seja ela formada por uma clientela de alta-costura ou por clientes urbanos de avant-garde, devendo ainda satisfazer às necessidades de um sistema de moda varejista sofisticado. Quando propõe um novo padrão de estilo, transformando a regra com uma força expressiva, a moda suntuosa alcança um status cobiçado por muitos e uma importância duradoura.
            Quando a moda é genial documenta os diversos aspectos da moda em sua versão mais atraente, direcional e influente, apresentando uma coleção inigualável dos estilos mais duradouros, que são representativos de um século. Este livro aponta as oitenta peças de vestuário mais notáveis que surgiram a partir do início do século XX, quando o sistema de moda – tal como o conhecemos – firmou-se, até os dias de hoje. Cada uma dessas peças consta de um capítulo-tema (Luxo, Forma, Exotismo, Asceticismo, Subversão, Utilidade, Erotismo, Revivalismo, Teatral e Futurismo) e, por seus detalhes, é identificada em um tema acessório que captura a essência da peça. Como exemplo, podemos citar um conjunto para noite criado pela estilista parisiense Madeleine Vionnet, apresentado no capítulo Forma e explorado quanto a suas qualidades esculturais inerentes ao drapejamento e ao corte do tecido.
            O livro analisa o porquê de determinadas peças terem evoluído a partir dos ditos de uma estação em clássicos da moda, permanecendo imutáveis em meio aos caprichos das mudanças de estações e tornando-se ativos fixos do firmamento da moda. A simplicidade do cardigan em tweed e da saia trapézio, introduzidos em 1954 por Chanel, serviram como antídoto contra o visual da cintura de vespa, estabelecido em 1947 pelo New Look de Dior, mas que ainda constitui um exemplar da moda contemporânea. Cada peça selecionada assumiu uma importância por diferentes razões, variando desde a apropriação de outras culturas (como é o caso do exótico robe de style de Lanvin dos anos de 1920) até transposição radical de elementos proibitivos, tal como o uso de peças íntimas como peças casuais, estabelecido em 1984 por Jean Paul Gaultier com seu vestido sutiã em forma de cone. Algumas peças marcam uma mudança súbita da silhueta, do New Look de Dior até a adoção do vestido saco, um chemise sem cintura marcada e idealizado em 1957 por Givenchy e Balenciaga, que resultou no desenvolvimento do vestido reto e sem mangas (ou shift dress) da década de 1960. Outras peças são evidências de uma abordagem mental, tal como os mantos recortados de Rei Kawakubo para a Commes des Garçons, que a princípio eram chamados de Hiroshima chique pela imprensa de moda da década de 1980,mas que ainda assim eram adotados por um exército de aficcionados não só pela moda, mas também pela mídia.
            O mundo da moda mantém um relacionamento de longa data com o luxo, sendo que suas ricas relíquias ainda representam uma preocupação contemporânea, sejam elas desenhadas e produzidas por grifes que vieram a se tornar um legado, como a Hermès, ou por outras modernas, cheias de talento mais recentes, como a da estilista inglesa Mary Katrantzou. Hoje, o luxo reside no refinamento máximo não só do que é feito sob medida e é exclusivo, mas também no que é idiossincrático e fora do comum, como visto no trabalho de Sarah Burton, que modelou a arte do plumaceiro em seu vestido de baile feito de penas para Alexander McQueen, em 2011.[...]
 
Copyright dos textos: os autores
Copyright da presente ediçao: Editorial Gustavo Gili SL
O que a imprensa disse
O que a imprensa disse

Quando a moda é genial

(Redação, História da moda, 05/15)

Ler mais

«É um livro super fácil e leve de manusear, é em tamanho pequeno mas com muita qualidade nas imagens. A proposta dele é contar porque algumas criações causam mais impacto que outras, mostrando o conjunto de elementos (design, modelagem, tecnologia) e até mesmo fatos históricos que fizeram com que a peça se destacasse, ou seja, se tornassem icônicas.» (Redação, História da moda, 05/15)

Quando a moda é genial

(Francys Saleh, Maximus Tecidos, 01/17)

Ler mais

«Esse é daqueles livros pequenininhos, mas super curiosos! É muito interessante para saber curiosidades de várias peças de roupa.» (Francys Saleh, Maximus Tecidos, 01/17)

Resenhas de Cliente

Dê-nos sua opinião

Escrever sua própria revisão

Você está revisando: Quando a moda é genial

Como você avalia este produto? *