BRASIL · Parcele suas compras em até 3 x sem juros com o Paypal, parcelas mínimas de R$ 50,00

Desenhar a luz

Novidade

Representar a luz consiste em escurecer a superfície do papel de forma a criar uma ilusão visual de luminosidade. Em outras palavras, iluminar por meio da criação de áreas escuras, esse é o desafio da representação visual da luz. Neste livro, Peter Boerboom e Tim Proetel apresentam cerca de 150 exemplos comentados das inúmeras técnicas e recursos gráficos – desde sombras e degradês até contrastes e perspectivas – que nos permitem solucionar esse fantástico paradoxo. Pensado tanto para iniciantes como profissionais, este guia se tornará um material de consulta indispensável na hora de experimentar as infinitas possibilidades de representação que o desenho nos oferece.

Descrição técnica do livro:

15.5 x 21 cm
176 páginas
Português
ISBN/EAN: 9788584521197
Cartonada
2018


Descrição
Descrição

Detalhes

Representar a luz consiste em escurecer a superfície do papel de forma a criar uma ilusão visual de luminosidade. Em outras palavras, iluminar por meio da criação de áreas escuras, esse é o desafio da representação visual da luz. Neste livro, Peter Boerboom e Tim Proetel apresentam cerca de 150 exemplos comentados das inúmeras técnicas e recursos gráficos – desde sombras e degradês até contrastes e perspectivas – que nos permitem solucionar esse fantástico paradoxo. Pensado tanto para iniciantes como profissionais, este guia se tornará um material de consulta indispensável na hora de experimentar as infinitas possibilidades de representação que o desenho nos oferece.

Peter Boerboom e Tim Proetel, formados em Arte pela Akademie der Bildenden Künste de Munique, na Alemanha, se dedicam à criação artística nas mais variadas vertentes, entre as quais estão as artes plásticas e a fotografi a, e ao seu ensino.

Peter Boerboom e Tim Proetel, formados em Arte pela Akademie der Bildenden Künste de Munique, na Alemanha, se dedicam à criação artística nas mais variadas vertentes, entre as quais estão as artes plásticas e a fotografi a, e ao seu ensino.

Índice
Índice

A ilusão de luminosidade

1. Fontes de luz      
2. Características da luz      
3. Sombra própria   
4. Luz refletida pela superfície      
5. Brilho
6. Sombra projetada      
7. Construção de sombras      
8. Transparências
9. A simbologia da luz      

Glossário

Leia um trecho
Leia um trecho

Texto da introdução

A ilusão de luminosidade

Desenhar a luz pode parecer um completo absurdo. Afinal, se a superfície do papel já é branca, qualquer linha que venhamos a acrescentar sobre ela a tornará mais escura. Entretanto, quando representada em uma imagem, a luz é muito mais do que simplesmente claridade. Para fazer com que o desenho ganhe uma ambientação espacial, podemos trabalhar com sombras e com o contraste entre claro e escuro. A iluminação determina o que pode ser visto, o que permanece escondido — e o que poderá ser vislumbrado.

O sol que brilha hoje em dia é o mesmo que brilhava há milhares de anos atrás — e a maneira como ele ilumina as coisas continua sendo exatamente igual. No entanto, nosso jeito de perceber e, principalmente, de representar a luz passou por uma mudança enorme. Na Europa, foi somente na Idade Moderna que a pintura passou a dedicar especial atenção a esse fenômeno: nas obras de Caravaggio e Rembrandt, a luz finalmente se tornou o elemento mais importante na composição da imagem. O caráter específico da luz em uma imagem determina a forma como percebemos um motivo: se ele é óbvio e evidente, se é misterioso e emocionante, se é bajulador ou agressivo. A luz dá vida às coisas e aos espaços.

Mas como podemos inserir luz em um desenho? Esta é a pergunta que nos fazemos em cada página deste livro. Nosso caminho percorre os extremos do contraste entre o preto mais escuro e o branco mais puro e aborda a transição suave entre as inúmeras nuances de cinza. Além das diferentes fontes de luz e de suas características, os temas apresentados aqui incluem ainda a modelagem de sombras próprias e a construção de sombras projetadas. Nas superfícies vemos surgir texturas e estruturas que podem começar a brilhar ou até se tornar transparentes. E no brilho de pontos, linhas, superfícies e manchas podemos sentir o significado simbólico da luz.

Copyright dos textos: os autores
Copyright da presente ediçao: Editorial Gustavo Gili SL

Leia no GGBlog
Leia no GGBlog

Resenhas de Cliente

Dê-nos sua opinião

Escrever sua própria revisão

Você está revisando: Desenhar a luz

Como você avalia este produto? *

Sirlei Oldoni
Objetivo e prático
O livro é extremamente didático, de forma objetiva traz inúmeros exemplos comentando as técnicas e recursos gráficos para a representação da luz e sombra... Dessa forma, ele estimula, e muito, a aprendizagem. Recomendo para professores utilizarem em suas aulas e também para interessados na representação gráfica em geral, ele é ótimo para iniciantes e também para quem quer aperfeiçoar a técnica!
Artur Rodrigues
Simples e profundo
Ao ensinar o desenho artístico sempre esbarramos na dificuldade de ilustrar, individualmente, diferentes elementos e técnicas, não só para evitar a repetição e a limitação àquilo que o instrutor domina, mas também pela dependência de uma etapa específica do desenho de seu resultado final. Esse é um mérito do livro Desenhar a luz, pois exemplifica com riqueza e variedade os diversos usos da relação entre luz e sombra, com imagens e aplicações que possibilitam diferentes apropriações, sem vincula-las ao resultado somado a outras técnicas como representação final, mas como representação em si.
crisburmester
Desenhar a Luz
O Livro Desenhar a Luz apresenta para o leitor uma ampla variedade de representações da visualizando da luz desenhada sobre o papel. Os desenhos são inspiradores e ao mesmo tempo didáticos, permitindo recém interessados como artistas experientes apreenderem diferentes conceitos sobre a luz e suas conexões com o espaço visual. Sombra, contraste, brilho, transparência e outros fenômenos são apresentados em diferentes interações e representações. Recomendo este livro para estudantes, professores e profissionais das artes visuais, comunicação e educação.
Miguel Ambrizzi
Rico e objetivo
O livro é extremamente visual e mostra uma riqueza de variações da representação da luz em diferentes contextos. Vejo o livro como um material que estimula exercícios simples para aprendizado da técnica e aplicação em diferentes projetos gráficos.