BRASIL · Parcele suas compras em até 3 x sem juros com o Paypal, parcelas mínimas de R$ 50,00
  • Entrevista > Paulo Mendes da Rocha

    11/09/2012

    Paulo Mendes da Rocha (Vitória do Espírito Santo, 1928) recebeu o Prêmio Pritzker Prize em 2006. Conhecido internacionalmente pela construção do seu Museu Brasileiro da Escultura (MuBE), em São Paulo, a sua obra abarca diferentes escalas, desde magníficas casas unifamiliares, passando por grandes reformas de importantes edifícios e projetos de espaço público até enormes projetos urbanísticos.

  • A Editora Gustavo Gili na Folha de São Paulo

    03/09/2012

    Neste mês de agosto, a chegada da Editora Gustavo Gili ao Brasil foi notícia na Folha de S. Paulo.

  • O verão mais trendy e III. Visual merchandising: mostrar e ocultar para seduzir. Próxima destinação: Museu Galliera/Festival d'Automme, París.

    02/09/2012

    Nesta ocasião e neste último post focado na moda, vamos inverter o sentido da nossa viagem. O conteúdo não vai girar ao redor de uma atividade que depois vai sugerir para nos uma leitura determinada, se não que essa leitura determinada previamente vai nos conduzir até a curtição de uma experiéncia totalmente, claro, vinculada ao mundo da moda, a história, os tecidos, as roupas, a exibição; e aqui chegamos às duas palavras chave para esta proposta: conservação e ocultação. O jogo estabelece-se nesta tensão mesma, não exempta, como é obvio desejar, de certa perversão...

    Tony Morgan no seu livro 'Visual merchandising', fala para nos da importância de oferecer campo de visão, de apresentar um show para estimular o interesse do consumidor: vitrines, distribuição do produto, lojas apelantes, atração irrestível ativada pelo fato do display na sua máxima expressão.
    E isso é bem certo: funciona. O visual merchandising é fundamental para qualquer estabelecimento comercial. Imagem, marca, vendas, são totalmente dependentes dessa técnica e prática na gestão dos recursos visuais; mas, que é o que acontece quando o apelo mesmo, a atração extrema situa-se, precisamente, no ato da ocultação? na impossibilidade de ter aceso as peças, aos objetos, os panamás*, os quimonos*, crinolinas* e toiles de jouy* que a gente pode intuir que ficam lá no silêncio falante da ocultação?

    Para  nos aproximar ao nosso objetivo vamos primeiro fazer uma escadinha de conceito* na polpa das costas da Norma Jean.

                            

    Ela, aquí, vejam-a, olha para nos, e mostra a sua nudez* parcial, carne e pele mas não é tanto assim, engana, conturba...     

      

    Essa "nada" que ela exibe para nos é poderosa porque a luva apertada de lantejoulas* pretas e fagulhantes, veste-a ao fim. Assim, como essa serpente de alta costura* vira irresistível porque enfunda ela, oculta-a e no mesmo tempo conserva o seu corpo.

    Então,chegados aqui,  poderiamos falar do merchandising da ocultação? as técnicas sobre como não mostrar, não exhibir para construir o espetáculo de aquilo que fica existindo e sendo desejado pelo fato mesmo de se manter sem ser olhado? qual seria aqui a opinião do nosso professor, Tony Morgan?

    Nessa tensão se estabelece a experiência que nesta ocasião vamos propor-lhes da mão do filme The impossible wardrobe. O conceito da performance foi ideado por Olivier Saillarddirector do Museu da Moda da Cidade de Paris, O Galliera. Katerina Jebb é autora do filme que recolhe esse arte de mostrar, ocultar e conservar que a atriz Tilda Swinton desfralda...

  • O agosto mais trendy II, O poder da moda: de Stockholmo até New York

    16/08/2012

    Seguindo com este agosto focado na moda, vamos propor uma viagem até Stockholmo curtindo depois de uma escada em New York.

    O Nordiska Museet oferece a possibilidade de analisar o poder que a moda exerce na sociedade. O control do luxo, a roupa de baixo custo produzida em massa, o poder mesmo do consumidor nas tendências de compra e a reciclagem junto com os critérios baseados na sustentabilidade são algunas das premissas que marcam o recorrido que a exposição faz através de 300 anos de indumentária na Suécia.

    www.nordiskamuseet.se, Power of Fashion – 300 years of clothing.

    Ilustração da Mattias Frodlund

  • O agosto mais trendy, o leque das propostas e tendências em moda segue bem aberto

    09/08/2012

    Banho "Chique"
    Agora que as "fashion week" passaram e os salões de moda urbana desapareceram das ruas, a expressão de tudo aquilo que seja moda segue imparável. O leque das possibilidades, o discurso das tendências e as revisões históricas em estilismo mostra-se aberto ao máximo. Vamos dedicar este agosto a curtir das coleções dos museus de moda na europa assim como das leituras e dos livros sobre moda que a Editora G.Gili propõe também!
    Comecemos com a proposta seguinte:"Trajes de baño y exposición corporal. Una historia alternativa del siglo XX." no Museu Cristobal Balenciaga, em Getaria, Bilbao.

    Banho "Chique" nas praias do Mar Cantábrico.

  • Santa Marta ganha, no Rio, o premio City to City

    08/07/2012

    O projeto pela rehabilitação dos bairros das favelas do Rio, iniciado em 1994, é o resultado de um longo e complexo processo de urbanismo que tem possibilitado a criação de novas ruas, a construção de edifícios e o desenvolvimento das comunidades de moradores das favelas. O projeto foi o vencedor do prêmio Barcelona fad award 2012 "City to City" pelo fato de ter conseguido democratizar o direito à cidade e de la usufruir, acolhendo as favelas dentro dos próprios límites da cidade e dos seus serviços urbanos.

  • Como criar uma fotografia > Contexto e narrativa em fotografia > Por trás da imagem > Como ler uma fotografia > O design da fotografia: 5 obras da Gustavo Gili Brasil

    28/06/2012

    Por Juan Esteves

    Criada em 1902 pelo catalão Gustavo Gili Roig (1868-1945), a Editorial Gustavo Gili a princípio se caracterizou pela publicação de livros técnicos. Já por volta de 1945 começou a publicar livros de arte, arquitetura e moda. A fotografia  entrou no elenco na década 1970 quando a cultura visual se tornou sua especialidade. Hoje a editora é dirigida por Mónica y Gabriel Gili Galfetti, a quarta geração da famíla.

  • Exposição > Max Bill - Cinco décadas

    05/07/2011

    Exposição na galeria Annely Juda Fine Art de Londres sobre a obra plástica de Max Bill (2G 29/30) até o dia 30 de julho. Max Bill - Five Decades (Max Bill - Cinco Décadas) inclui mais de 60 quadros, desenhos e esculturas que o arquiteto e artista suíço realizou entre as décadas de 1930 e 1980.

  • Editora Gustavo Gili, Prêmio FAD Especial do Júri Pensamento e Crítica 2011

    09/05/2011

    “Por seu trabalho contínuo durante mais de um século na edição e divulgação da arte, design, arquitetura e cultura na Península Ibérica e Iberoamérica”, a Editora Gustavo Gili recebeu o Prêmio Especial do Júri de Pensamento e Crítica FAD 2011. Além disso a coleção Land&Scape Series, dirigida por Daniela Colafranceschi, recebeu uma menção do júri.

  • Nova 2G > Mais páginas, mais conteúdo

    04/05/2011

    Desde a sua aparição em 1997, a 2G se consolidou internacionalmente como uma revista de grande qualidade e prestígio. A sua seleção cuidadosa de arquitetos, seu rigor editorial e seu design atraente e equilibrado são os ingredientes básicos que contribuíram para o reconhecimento global da 2G.

    Graças a esse sucesso, decidimos fazer uma renovação da revista. Cada novo número terá 32 páginas extras (terá um total de 176 pp.) que permitirão uma análise mais profunda dos projetos e obras selecionadas, além de um maior número de ilustrações e informação mais detalhada.