Moda

  • 2º Concurso GG Moda Abepem

    22/03/2016

    O segundo Concurso GGModaAbepem é uma parceria entre a Editora Gustavo Gili Brasil e a Associação Brasileira de Estudos e Pesquisas em Moda. O concurso faz parte do calendário do 12º Colóquio de moda e o regulamento já está disponível.

  • Concurso GGmodaAbepem

    22/03/2016

    O segundo Concurso GGModaAbepem é uma parceria entre a Editora Gustavo Gili Brasil e a Associação Brasileira de Estudos e Pesquisas em Moda. O concurso faz parte do calendário do 12º Colóquio de moda e o regulamento já está disponível.

  • Indicação do parceiro: MM da Moda sobre o livro Sociologia das tendências

    30/09/2015
    Por Eduardo Vilas Bôas- Será que tribos como os yuppies, bobos e metrossexuais realmente existiram? Até que ponto essas expressões significaram o senso comum de um período ou foram forjadas por jornalistas ávidos por acontecimentos noticiosos?
  • 1º Concurso GG Moda

    10/06/2015

    O primeiro Concurso GG Moda é uma parceria entre a da Editorial Gustavo Gili e a Associação Brasileira de Estudos e Pesquisas em Moda.

  • 1º Concurso GG Moda Abepem

    10/06/2015

    O primeiro Concurso GG Moda é uma parceria entre a da Editorial Gustavo Gili e a Associação Brasileira de Estudos e Pesquisas em Moda.

  • Indicação da parceira: Se virando na costura sobre o livro Drapeados

    14/04/2015
    Por Josy Petite- A GGmoda Brasil é uma parceira do blog. E acredita no valor da boa costura, de acabamentos bem feitos e da proposta de você mesmo poder fazer as suas próprias roupas.
  • Indicação do parceiro: MM da Moda sobre o Moda e visual merchandising

    06/10/2014
    Por Eduardo Vilas Bôas- Que faltam bons livros na área de visual merchandising, todos já sabemos! Por isso, boas indicações precisam ser compartilhadas. Ganhei da editora GGBrasil um exemplar para análise do recém-lançado “Moda e Visual Merchandising”.
  • O verão mais trendy e III. Visual merchandising: mostrar e ocultar para seduzir. Próxima destinação: Museu Galliera/Festival d'Automme, París.

    02/09/2012

    Nesta ocasião e neste último post focado na moda, vamos inverter o sentido da nossa viagem. O conteúdo não vai girar ao redor de uma atividade que depois vai sugerir para nos uma leitura determinada, se não que essa leitura determinada previamente vai nos conduzir até a curtição de uma experiéncia totalmente, claro, vinculada ao mundo da moda, a história, os tecidos, as roupas, a exibição; e aqui chegamos às duas palavras chave para esta proposta: conservação e ocultação. O jogo estabelece-se nesta tensão mesma, não exempta, como é obvio desejar, de certa perversão...

    Tony Morgan no seu livro 'Visual merchandising', fala para nos da importância de oferecer campo de visão, de apresentar um show para estimular o interesse do consumidor: vitrines, distribuição do produto, lojas apelantes, atração irrestível ativada pelo fato do display na sua máxima expressão.
    E isso é bem certo: funciona. O visual merchandising é fundamental para qualquer estabelecimento comercial. Imagem, marca, vendas, são totalmente dependentes dessa técnica e prática na gestão dos recursos visuais; mas, que é o que acontece quando o apelo mesmo, a atração extrema situa-se, precisamente, no ato da ocultação? na impossibilidade de ter aceso as peças, aos objetos, os panamás*, os quimonos*, crinolinas* e toiles de jouy* que a gente pode intuir que ficam lá no silêncio falante da ocultação?

    Para  nos aproximar ao nosso objetivo vamos primeiro fazer uma escadinha de conceito* na polpa das costas da Norma Jean.

                            

    Ela, aquí, vejam-a, olha para nos, e mostra a sua nudez* parcial, carne e pele mas não é tanto assim, engana, conturba...     

      

    Essa "nada" que ela exibe para nos é poderosa porque a luva apertada de lantejoulas* pretas e fagulhantes, veste-a ao fim. Assim, como essa serpente de alta costura* vira irresistível porque enfunda ela, oculta-a e no mesmo tempo conserva o seu corpo.

    Então,chegados aqui,  poderiamos falar do merchandising da ocultação? as técnicas sobre como não mostrar, não exhibir para construir o espetáculo de aquilo que fica existindo e sendo desejado pelo fato mesmo de se manter sem ser olhado? qual seria aqui a opinião do nosso professor, Tony Morgan?

    Nessa tensão se estabelece a experiência que nesta ocasião vamos propor-lhes da mão do filme The impossible wardrobe. O conceito da performance foi ideado por Olivier Saillarddirector do Museu da Moda da Cidade de Paris, O Galliera. Katerina Jebb é autora do filme que recolhe esse arte de mostrar, ocultar e conservar que a atriz Tilda Swinton desfralda...

  • O agosto mais trendy II, O poder da moda: de Stockholmo até New York

    16/08/2012

    Seguindo com este agosto focado na moda, vamos propor uma viagem até Stockholmo curtindo depois de uma escada em New York.

    O Nordiska Museet oferece a possibilidade de analisar o poder que a moda exerce na sociedade. O control do luxo, a roupa de baixo custo produzida em massa, o poder mesmo do consumidor nas tendências de compra e a reciclagem junto com os critérios baseados na sustentabilidade são algunas das premissas que marcam o recorrido que a exposição faz através de 300 anos de indumentária na Suécia.

    www.nordiskamuseet.se, Power of Fashion – 300 years of clothing.

    Ilustração da Mattias Frodlund

  • O agosto mais trendy, o leque das propostas e tendências em moda segue bem aberto

    09/08/2012

    Banho "Chique"
    Agora que as "fashion week" passaram e os salões de moda urbana desapareceram das ruas, a expressão de tudo aquilo que seja moda segue imparável. O leque das possibilidades, o discurso das tendências e as revisões históricas em estilismo mostra-se aberto ao máximo. Vamos dedicar este agosto a curtir das coleções dos museus de moda na europa assim como das leituras e dos livros sobre moda que a Editora G.Gili propõe também!
    Comecemos com a proposta seguinte:"Trajes de baño y exposición corporal. Una historia alternativa del siglo XX." no Museu Cristobal Balenciaga, em Getaria, Bilbao.

    Banho "Chique" nas praias do Mar Cantábrico.

Página:
  1. 1
  2. 2