Indicação do parceiro: Resumo fotográfico sobre o livro Seja um fotografo superincrível

Por Ana Gabriela-Em um momento como este, em que precisamos ficar tanto quanto possível em casa para frear a propagação do coronavírus, pode ser um desafio manter as crianças ocupadas. Se você é daqueles que ama arte

e gosta de dividir a paixão com os pequenos, uma boa dica para fazer correr os dias com um pouco mais de graça e criatividade é a leitura do livro Seja um fotógrafo superincrível, de Henry Carroll.

Um dos desafios que a obra propõe é a realização de imagens extraordinárias por meio de montagens, como fizeram as meninas Elsie Wright e Frances Griffiths no século XX. (Elsie Wright, Frances com fadas, 1917).

Voltada para o público infanto-juvenil, a obra de 64 páginas apresenta 20 desafios fotográficos que vão ajudar o público- alvo — e quem mais quiser — a refletir sobre elementos básicos dessa linguagem, como a qualidade da luz, a importância das cores e das texturas e a necessidade de ousar no enquadramento.

Um exemplo de atividade proposta é a realização de montagens e truques para criar cenas extraordinárias, como fizeram as meninas Elsie Wright e Frances Griffiths em 1917, ao colarem desenhos de fadas no jardim e posarem junto a eles. A brincadeira inocente rendeu discussão sobre o caráter objetivo da fotografia, tida até então como testemunho fiel da realidade, e chegou a enganar personalidades célebres, incluindo aí Sir Arthur Conan Doyle, escritor que deu origem ao detetive Sherlock Holmes.

Como é de praxe nas obras de Henry Carroll ( e como se pode ver na descrição anterior), há na obra referências à produção de artistas interessantes, que mesmo os adultos podem gostar de conhecer, a exemplo da fotógrafa de retratos Emily Stein e de Yasumasa Morimura, artista visual conhecido por reproduzir imagens de figuras famosas.

O livro também explica, de maneira bastante introdutória, questões ligadas a alguns conceitos técnicos, como composição, luz e componentes da câmera, além de contar uma breve história da fotografia em suas últimas folhas.

Com textos curtos e fáceis de ler, páginas coloridas, boas fotos e capa dura, Seja um fotógrafo superincrível é um ótimo presente para incentivar a criatividade das crianças em qualquer tempo, inclusive durante a quarentena.