Parcele suas compras em até 3 x sem juros com o Paypal, parcelas mínimas de R$ 50,00

Indicação do Parceiro: Visuarea sobre o livro Pensar com Tipos

João Taboada - Pensar com Tipos é um livro escrito por Ellen Lupton, a mesma autora de Tipos na Tela, este também já resenhado aqui no VISUAREA.

Pensar com Tipos, como escrito na capa, não é uma publicação sobre tipos, mas sobre como usá-los. E, de fato, com uma postura bastante pragmática, a designer e autora aborda o assunto Tipografia como se escrevesse um livro para leigos ou para pessoas que, como eu, ainda têm dúvidas sobre como se comportar em relação à composição visual com textos e tipos em situações diversas. Com essa visão prática, Lupton inicia falando sobre a história dos tipos para, pouco depois, entrar em detalhes sobre sua anatomia e suas particularidades como tamanho, escala, tracking, kerning, entrelinhamento, hierarquia, alinhamento, além de explicações sobre parágrafo, grid, colunas, tabelas, pontuação, etc.

Pensar com Tipos é um livro fisicamente quase quadrado, com design tradicional em duas colunas e fonte serifada, e cujo leiaute é constantemente “quebrado” pela diversidade de exemplos mostrados. Estes exemplos são retirados de publicações editoriais, de sinalizações, sites, letreiros, cartazes e fachadas criados por designers e artistas gráficos diversos em épocas variadas e que, por isso, segundo a autora, ajudam a mostrar melhor a variedade de possibilidades que podem surgir em trabalhos de lettering, design gráfico e editorial.

O Design como atividade de caráter subjetivo, nos sugere que casamentos de fontes com outros elementos numa composição gráfica se deve não apenas à coerência entre esses elementos e fontes mas, também, ao gosto pessoal. O que pode ser absurdo em uma situação, pode ser aceitável em outra. A visão do designer, portanto, será um fator mediador para que um leiaute possa ter não apenas um bom resultado estético, mas que possa ser acompanhado de uma boa funcionalidade.

Mas é certo que o conhecimento sobre regras ajuda muito para que evitemos erros óbvios de composição. Em vista disso, na grande quantidade de exemplos que apresenta na publicação, Ellen Lupton dá uma noção geral sobre cada assunto abordado, mostra maneiras corretas de se trabalhar e ainda expõe os chamados “crimes tipográficos” que são muitos e mais comuns do que se pode imaginar. A ideia é que utilizando-nos de regras e evitando o que aprendemos a entender como erro, possamos automatizar de maneira positiva nosso processo de criação.

 

Conclusão

Com mais de 200 páginas de informação, exemplos visuais e regrinhas, Pensar com Tipos é, ao mesmo tempo, um livro textual, recheado de explicações como, também, um material repleto de fotos, figuras e ilustrações que ajudam a entender melhor como pensar e se trabalhar com tipos numa composição. Um livro que me deu muito prazer de ler e resenhar e que com certeza será um ótimo guia para aqueles que se interessam por lettering, editoração eletrônica, webdesign e composição de leiaute.