BRASIL · Parcele suas compras em até 3 x sem juros com o Paypal, parcelas mínimas de R$ 50,00

Indicação do parceiro: Clique a arquitetura sobre o livro Desenhar o movimento

Por Nadine Voitille- O livro Desenhar o Movimento, de Peter Boerboom e Tim Proetel, possui 200 exemplos comentados de recursos gráficos para criar a ilusão visual de movimento em desenhos.

São 190 páginas protegidas por uma capa dura de ótima qualidade e muitas ilustrações com o objetivo de ensinar técnicas sobre (veja abaixo os títulos dos capítulos):

 

  • Inclinações
  • Retrair e alongar
  • Ondulações
  • Dissolução
  • Nitidez reduzida
  • Borrões
  • Manchas
  • Linhas de velocidade
  • Deslocamento
  • Giros
  • Ritmo
  • Arranjo

 

 

 

Atenção! As lições são muito simples, mas para aprender as técnicas não adianta apenas ler, é preciso praticar. Os desenhos ensinam, mas serão incorporados se o “cérebro aprender a senti-los”. E como podemos fazer isso? Estudando o livro juntamente com papel e lápis para rabiscar croquis.

Um ótimo exemplo é o da página 31 (fita torcida): “as linhas seguem a torção” e podemos notar linhas principais que determinam o contorno geral do desenho e linhas de pintura, que enfatizam áreas de luz e sombreamento, criando a ilusão da torção.

Exemplo

 

Para quem indico este livro?

Em uma resenha anterior, indiquei que primeiro fosse lido o livro Leia isto se quer fazer desenhos incríveis (de Selwyn Leamy) e depois o livro Desenhar o espaço (também de Peter Boermoom e Tim Proetel). Agora posso indicar que o próximo seja Desenhar o movimento. Por que?

Para quem já possui alguns conhecimentos sobre desenho, este livro trará técnicas importantes para aprimorar esta ilusão de movimento.

Acredito que Desenhar o movimento seja como uma “especialização”, a qual agregará qualidade ao desenho, especialmente por trazer a sensação de movimento e ação, o que é dinâmico para o observador.