Indicação da parceira: Tricô, chá e gatos sobre o livro Crochê moderno

Por Sarah Germano- Quando eu digo que crochê não precisa ser brega, um dos maiores exemplos que uso são os trabalhos da artesã finlandesa Molla Mills. Por isso, quando vi seu livro "Crochê Moderno", da editora GG Brasil, nas estantes das livrarias, meu coração deu um pulo de felicidade.

Primeiro de tudo, gostaria de falar sobre o título. Parece simples, mas colocou em palavras tudo que eu venho pensando -- e batalhando para difundir -- nos últimos tempos, a retomada das artes manuais de por meio de um viés moderno, longe daquela visão de que o artesanato é coisa de vovó.

Vale mencionar que este é um movimento que acontece não somente no crochê, mas em todas as artes manuais, como bordado, tricô, costura, patchwork, que vêm sendo retomadas pelas gerações mais novas nos últimos anos.

A própria Mills conta que retomou o amor pelas artes manuais, que havia sido passado de geração a geração em sua família, quando adulta. Ela começou a vender a peças que produzia e foi um sucesso. Sabe aqueles cestos de fio de malha? Ela foi uma das primeiras a fazer ...

blog

No livro, Mills ensina mais de 30 receitas que vão desde capas de almofada, cestas, tapetes e outros objetos para a casa, até bolsas e acessórios para celulares e tablets.

Vale lembrar que, mesmo que nunca tenha encostado em uma agulha de crochê, esse livro também é para você, pois a autora ensina passo a passo como crochetar, além de dar dicas de como encontrar as melhores agulhas, tipos de fio, etc.

Aliás, todas as receitas são acompanhadas de um passo a passo maravilhoso com fotos que explicam os mínimos detalhes de cada processo do projeto em questão.

Esta edição é simplesmente linda, com folhas brilhosas e belas fotos. Além disso, é uma delícia de manipular. E cabe direitinho no colo, para ser usado de consulta enquanto faz alguma receita.