A psicologia das cores
Como as cores afetam a emoçâo e a razâo

Um livro de Eva Heller

 

Onde comprarR$97,50
Longseller

Nós conhecemos muito mais sentimentos do que cores. Por isso, cada cor pode produzir muitos efeitos diferentes, e às vezes contraditórios. Um mesmo tom de vermelho pode ser erótico ou chocante, inoportuno ou nobre. Um mesmo verde pode parecer saudável, venenoso ou tranquilizante. Um amarelo, radiante ou pungente... Toda cor tem seu significado. Seu efeito é determinado pelo contexto, e as pessoas que trabalham com as cores deveriam conhecer a fundo estes contextos e efeitos.

Este livro aborda a relação entre as cores e nossos sentimentos, e demonstra que não se combinam por acaso, já que as associações entre ambas não são apenas questões de gosto, mas sim experiências universais que estão profundamente enraizadas em nossa linguagem e em nosso pensamento. Organizada em treze capítulos, correspondentes a treze cores diferentes, a obra proporciona uma grande quantidade e variedade de informações sobre as cores: de ditados e saberes populares até sua utilização no design de produtos, os diversos testes baseados em cores, o processo de cura por meio delas, a manipulação de pessoas, os nomes e sobrenomes relacionados às cores, etc. 

A diversidade desta abordagem faz da obra de Eva Heller uma ferramenta indispensável para artistas, terapeutas, designers gráficos e industriais, decoradores, arquitetos, designers de moda, publicitários e todas as pessoas que trabalham com as cores como ferramenta fundamental. Um livro que já se tornou um clássico.

Descrição técnica do livro:

311 páginas
Português
ISBN/EAN: 9788584520510
2012
Descrição
Descrição

Detalhes

Nós conhecemos muito mais sentimentos do que cores. Por isso, cada cor pode produzir muitos efeitos diferentes, e às vezes contraditórios. Um mesmo tom de vermelho pode ser erótico ou chocante, inoportuno ou nobre. Um mesmo verde pode parecer saudável, venenoso ou tranquilizante. Um amarelo, radiante ou pungente... Toda cor tem seu significado. Seu efeito é determinado pelo contexto, e as pessoas que trabalham com as cores deveriam conhecer a fundo estes contextos e efeitos.

Este livro aborda a relação entre as cores e nossos sentimentos, e demonstra que não se combinam por acaso, já que as associações entre ambas não são apenas questões de gosto, mas sim experiências universais que estão profundamente enraizadas em nossa linguagem e em nosso pensamento. Organizada em treze capítulos, correspondentes a treze cores diferentes, a obra proporciona uma grande quantidade e variedade de informações sobre as cores: de ditados e saberes populares até sua utilização no design de produtos, os diversos testes baseados em cores, o processo de cura por meio delas, a manipulação de pessoas, os nomes e sobrenomes relacionados às cores, etc. 

A diversidade desta abordagem faz da obra de Eva Heller uma ferramenta indispensável para artistas, terapeutas, designers gráficos e industriais, decoradores, arquitetos, designers de moda, publicitários e todas as pessoas que trabalham com as cores como ferramenta fundamental. Um livro que já se tornou um clássico.

Eva Heller (1948-2008) estudou sociologia e psicologia na Universidade Livre de Berlim. Especialista em teoria das cores, escreveu diversos livros sobre as cores e suas implicações culturais, entre eles A psicologia das cores (Editora Gustavo Gili, 2007), que já se tornou um clássico nesta matéria, e diversas publicações para crianças, como Die wahre Geschichte von allen Farben [A verdadeira história das cores] (2006), que foi selecionado para a lista de honra do Prêmio Alemão de Literatura Juvenil. Ganhou fama como autora de ficção pelo romance Beim nächsten Mann wird alles anders [Com o próximo homem tudo será diferente] (1987).

Índice
Índice

Sumário

Aprendendo mais sobre as cores

AZUL
A cor predileta. Cor da simpatia, da harmonia e da fidelidade, apesar de ser fria e distante. A cor feminina e das virtudes intelectuais. Do azul real ao azul jeans

VERMELHO
A cor de todas as paixões – do amor ao ódio.
A cor dos reis e do comunismo. A cor da felicidade e do perigo

AMARELO
A cor mais contraditória. Otimismo e ciúme. A cor da recreação, do entendimento e da traição. O amarelo do ouro e o amarelo do enxofre

VERDE
A cor da fertilidade, da esperança e da burguesia. O verde sagrado e o verde venenoso. A cor intermediária

PRETO
A cor do poder, da violência e da morte. A cor predileta dos designers e dos jovens. Cor da negação e da elegância. Aliás, o preto é uma cor?

BRANCO
A cor feminina da inocência. Cor do bem e dos espíritos. A cor mais importante dos pintores

LARANJA
A cor da recreação e do budismo. Exótica e penetrante – e no entanto subestimada

VIOLETA
Do púrpura do poder à cor da teologia, da magia, do feminismo e do movimento gay

ROSA
Doce e delicado, chocante e kitsch. Do rosa masculino ao rosa feminino

OURO
Dinheiro, sorte, luxo. Muito mais que uma cor

PRATA
A cor da velocidade, do dinheiro e da Lua

MARROM
Cor do aconchego, do pequeno-burguês e da burrice

CINZA
Cor do tédio, do antiquado e da crueldade. Os testes psicológicos com cores e a Teoria das Cores de Goethe

Notas da autora
Bibliografia
Créditos das imagens

Os 160 conceitos da pesquisa
Índice remissivo

Leia um trecho
Leia um trecho

Trecho da introdução

Aprendendo mais sobre as cores

Quem trabalha com cores, como os artistas, os cromoterapeutas, os designers gráficos ou de produtos industriais, os arquitetos de interiores, os conselheiros de moda, precisam saber de que forma as cores afetam as pessoas. Embora cada um trabalhe com suas cores individualmente, os efeitos devem ser universais.
Para este livro foram consultadas duas mil pessoas de diversas profissões, através de toda a Alemanha. Foram inquiridos sobre suas cores prediletas, sobre as cores de que menos gostavam, sobre todos os efeitos que cada cor pode ter e sobre a cor típica de cada sentimento. Cento e sessenta diferentes sentimentos e características – do amor ao ódio, do otimismo à tristeza, da elegância à feiúra, do moderno ao antiquado – foram associados a cores específicas. No primeiro encarte de imagens, à página 48, podem ser vistas as associações que se fizeram entre cada cor e um determinado conceito e, no texto, a porcentagem de cada um deles.
Os resultados das pesquisas demonstram que cores e sentimentos não se combinam ao acaso nem são uma questão de gosto individual – são vivências comuns que, desde a infância, foram ficando profundamente enraizadas em nossa linguagem e em nosso pensamento. Com o auxílio do simbolismo psicológico e da tradição histórica, esclareceremos por que isso é assim.
Um terço da criatividade consiste de talento, um terço de influências ambientais que estimulam dons especiais e um terço de conhecimentos aprendidos a respeito do setor criativo em que se trabalha. Quem não souber nada a respeito dos efeitos gerais e da simbologia das cores, quem quiser confiar apenas em seus talentos naturais, será sempre ultrapassado por aqueles que possuem, além disso, esses conhecimentos.
Usar as cores de maneira bem direcionada significa poupar tempo e esforço.

Como agem as cores? O que é um acorde cromático?

Conhecemos muito mais sentimentos do que cores. Dessa forma, cada cor pode produzir muitos efeitos, frequentemente contraditórios. Cada cor atua de modo diferente, dependendo da ocasião. O mesmo vermelho pode ter efeito erótico ou brutal, nobre ou vulgar. O mesmo verde pode atuar de modo salutar ou venenoso, ou ainda calmante. O amarelo pode ter um efeito caloroso ou irritante. Em que consiste o efeito especial? Nenhuma cor está ali sozinha, está sempre cercada de outras cores. A cada efeito intervêm várias cores – um acorde cromático.
Um acorde cromático é composto por cada uma das cores que esteja mais frequentemente associada a um determinado efeito. Os resultados da pesquisa demonstram: as mesmas cores estão sempre associadas a sentimentos e efeitos similares. As mesmas cores que se associam à atividade e à energia estão ligadas também ao barulhento e ao animado. Para a fidelidade, as mesmas cores da confiança. Um acorde cromático não é uma combinação aleatória de cores, mas um efeito conjunto imutável. Tão importantes quanto a cor mais frequentemente citada são as cores que a cada vez a ela se combinam. O vermelho com amarelo e laranja tem outro efeito do que o vermelho com preto ou violeta; o verde com preto age de modo diferente do que o verde com o azul. O acorde cromático determina o efeito da cor principal.

Como o contexto determina a impressão obtida?

Não existe cor destituída de significado. A impressão causada por cada cor é determinada por seu contexto, ou seja, pelo entrelaçamento de significados em que a percebemos. A cor num traje será avaliada de modo diferente do que a cor num ambiente, num alimento, ou na arte.
O contexto é o critério que irá revelar se uma cor será percebida como agradável e correta ou errada e destituída de bom gosto. Aqui cada cor será mostrada em toda contextualização possível: como cor artística, na vestimenta, no design de produtos e de ambientes, como cor que desperta sentimentos positivos ou negativos. [...]

Copyright dos textos: os autores
Copyright da presente ediçao: Editorial Gustavo Gili SL

O que a imprensa disse
O que a imprensa disse

Nota de imprensa

(10/2012, português)

Descargar

A psicologia das cores

(Redação, Agitprop, 12/2012)

Acceder

«A psicologia das cores aborda a relação das cores com os nossos sentimentos e mostra como as duas coisas não se combinam por acaso, já que as relações entre ambas remetem, muitas vezes, a experiências universais alicerçadas em nossa linguagem e em nosso pensamento.» (Redação, Agitprop, 12/2012)

A psicologia das cores

(Redação, Vitruvius, 02/2013)

Acceder

«Este livro aborda a relação das cores com os nossos sentimentos e mostra como as duas coisas não se combinam por acaso, já que as relações entre ambas não são apenas questões de gosto, mas sim experiências universais profundamente enraizadas na nossa linguagem e no nosso pensamento.» (Redação, Vitruvius, 02/2013)

A psicologia das cores

(Redação, Nós da Comunicação, 08/2013)

Acceder

«Organizado em treze capítulos, o livro aborda a relação das cores com os sentimentos e mostra como o resultado não é apenas uma questão de gosto, mas sim de experiências universais profundamente enraizadas na nossa linguagem e no nosso pensamento.» (Redação, Nós da Comunicação, 08/2013)

A psicologia das cores

(Kleber Pinto, Midiaria.com, 02/2013)

Acceder

«Para apontar o poder das cores sobre nossa emoção e razão, Eva fez um estudo com 2 mil pessoas e reuniu as respostas nessa obra de pouco mais de 300 páginas ilustradas e de conteúdo bem útil.» (Kleber Pinto, Midiaria.com, 02/2013)

A psicologia das cores

(Redação, Móbile Lojista, 05/2013)

Acceder

«Distribuído em treze capítulos, cada um com treze cores diferentes, é destinado principalmente a designers de moda, gráficos, industriais e de interiores, publicitários, cromoterapeutas, arquitetos e profissionais que precisam saber como as cores interferem psicologicamente nos consumidores ou em pacientes.» (Redação, Móbile Lojista, 05/2013)

A psicologia das cores

(Simone Ribeiro, Portal Ci9 arch,08/2015)

Acceder

«No livro, a autora relacionou treze cores com sentimentos e qualidades baseada em entrevista com 2 mil pessoas de diferentes profissões. As cores analisadas foram: azul, vermelho, amarelo, verde, preto, branco, laranja, violeta, rosa, ouro, prata, marrom e cinza. De todas as cores, o azul foi tido como o predileto (e por isso o nome “estante azul”) e o marrom foi definido como a cor menos apreciada.» (Simone Ribeiro, Portal Ci9 arch, 08/2015)

A psicologia das cores

(Tathiane Avila, Design Culture, 10/15)

Acceder

« livro é completo para todas as áreas de design, porque ele foi criado com base em estudos psicológicos e não desenvolvido especificamente para o design. Tomo ele como base para praticamente todos os trabalhos que desenvolvo, porque ele fala não somente da aplicação da cor, mas também conta sua história.» (Tathiane Avila, Design Culture, 10/15)

A psicologia das cores

«Ele apresenta uma cor em cada capítulo bem extenso e detalhado explicando sobre os diversos tons, simbologia, significados, e milhares de informações.» (Hebinha, Blog da Hebinha, 05/16)

Acceder

Resenhas de Cliente

Dê-nos sua opinião

Escrever sua própria revisão

Você está revisando: A psicologia das cores

Como você avalia este produto? *